Allo Consultoria - Governança Corporativa nas MPEs

A governança corporativa já não é novidade para a maioria das grandes empresas, situação em que se torna necessária nas atividades de Due Diligence e relações com investidores. Mas você já parou para pensar na governança corporativa nas MPEs (micro e pequenas empresas)?

Ao criar uma cultura de transparência, prestação de contas, senso de justiça e processos estruturados, as MPEs constroem um ambiente de oportunidades, onde ajuda a definir o futuro da empresa. Para trazer maior esclarecimento sobre o tema, nós da Allo Consultoria Empresarial não poderíamos deixar esse tema de fora do radar dos nossos leitores e clientes. Então, descubra mais neste artigo sobre essa tendência que tem ganhado cada vez mais espaço nas micro e pequenas empresas!

O atual cenário de governança das MPEs

A governança corporativa nas micro e pequenas empresas é algo relativamente novo, onde se deve por um movimento de migração da governança familiar e passa a adotar uma visão das grandes corporações. Isso acontece, dentre muitos motivos, o fato das MPEs estarem trilhando um novo caminho de parcerias de negócios e o rompimento das barreiras geográficas.

Uma maneira mais inteligente de gestão

As micro e pequenas empresas tem se preocupado cada vez mais com a sustentabilidade e a promoção do bem-estar dos que são atingidos por suas atividades onde, inclusive, algumas já até adotam o MEG como uma das suas ferramentas de gestão.

O fato é que a governança corporativa nas MPEs leva a um outro movimento, que é a adoção da auditoria interna e a criação do conselho de administração.

Além disso, em parcerias com a auditoria externa e consultoria empresarial são estabelecidos um ambiente com um “olhar de fora”, ou seja, nem sempre é fácil para os gestores internos conseguirem enxergar as falhas e problemas da gestão.

Mudança dos pilares do negócio

Até pouco tempo as micro e pequenas empresas tinham um foco para o “olhar interno” onde os resultados deveriam girar em prol dos seus sócios que, quase sempre, se tratava de uma empresa familiar.

Com a chegada da governança corporativa nas MPEs essa “miopia da gestão” tem aberto espaço aos pilares desse sistema, que são:

  • Equidade;
  • Prestação de contas;
  • Transparência;
  • Responsabilidade corporativa.

Aplicando a governança corporativa nas MPEs

Com as micro e pequenas empresas tornando-se cada vez mais expressivas, sendo responsável por uma grande parcela do PIB brasileiro e a sua chegada aos mercados internacionais, ficou praticamente inadiável a adoção da governança corporativa nas MPEs.

Nesse sentido, para aplicar esse sistema de gestão devem ser adotadas algumas medidas:

  • Mapear os centros de tomada de decisão;
  • Capacitar os gestores e demais tomadores de decisão;
  • Adotar e investir no compliance;
  • Incorporar os 8 Ps da governança corporativa:
    • Propriedade;
    • Princípios
    • Propósitos;
    • Papéis;
    • Poder;
    • Práticas;
    • Pessoas;
    • Perenidade.
  • Adotar a melhoria contínua de processos;
  • Agir com transparência e presteza na divulgação de informações;
  • Adequar a missão, visão e valores da empresa para se ajustar ao sistema de governança corporativa.

Os benefícios da governança corporativa nas MPEs

Agora que você já sabe como é a abordagem da governança corporativa nas MPEs, sabe os passos para a sua aplicação, que tal conhecer alguns (dos muitos) benefícios da adoção desse sistema nas micro e pequenas empresas? Então, vejamos abaixo!

Profissionalização e aperfeiçoamento da estrutura

A governança corporativa nas MPEs vem deixando de ser um opcional e passa a ser quase que uma tendência, uma necessidade. Isso ocorre devido ao fato desse sistema proporcionar um ambiente mais profissional, com maior transparência e responsabilidade na gestão. Esses fatores são essenciais para alinhar os interesses de todos os envolvidos.

Além disso, o ambiente estabelecido pela governança corporativa nas MPEs facilita o acesso ao crédito e capital de giro, bem como desperta o interesse dos investidores.

Transparência na gestão

As micro e pequenas empresas tem como uma das suas características a limitação ao acesso de informações. No entanto, quando passa a adotar a governança corporativa como seu sistema de gestão é aberto um ambiente de transparência das informações. Isso gera maior confiança para os colaboradores internos e externos, criando um ambiente sadio e estruturado entre as partes.

Otimização do tempo e demais recursos

Com a estruturação dos processos (um dos alicerces da governança corporativa) as MPEs terão o benefício da otimização do tempo, um dos ativos que é tão precioso para as empresas. Além disso, as micro e pequenas empresas ainda podem reduzir custos e alocar os seus recursos de maneira inteligente.

O que acha de começar a adotar a governança corporativa? De uma coisa é certa, você pode contar com todo o apoio dos especialistas da Allo Consultoria Empresarial no antes, durante e depois desse processo!

Aproveite para nos seguir no Instagram, LinkedIn e Facebook para estar sempre informado sobre nossas novidades e atualizações!

Rafael Lima

Autor Rafael Lima

Administrador, atuação com foco em gestão, planejamento e finanças — CRA-RJ 20-88222. Fascinado pelo mundo empresarial, finanças e economia. Redator e produtor de conteúdo web da Allo Consultoria Empresarial.

Mais artigos de Rafael Lima

Deixe o seu comentário