Allo Consultoria - Estrutura de Capital

Avaliar uma empresa nem sempre é uma tarefa fácil para quem é um investidor iniciante, ou para quem está realizando o planejamento estratégico de longo prazo. Para isso, é necessário conhecer a estrutura de capital e a metodologia correta para a sua avaliação. Nesse sentido, a consultoria empresarial e consultoria financeira agem como aliadas para a tomada de decisão com base em uma visão panorâmica e inteligente.

Se você tem dificuldades de entender sobre o tema, então está no lugar certo! Neste artigo, nós da Allo Consultoria Empresarial vamos te explicar de maneira fácil o que é a estrutura de capital e como fazer a sua avaliação. Mas se precisar de uma ajuda mais específica, basta apontar a câmera do seu celular para o QR Code abaixo e seja redirecionado automaticamente para o nosso WhatsApp!

Allo Consultoria - WhatsApp

Imagem de capa: jcomp – www.freepik.com

O que é a estrutura de capital de uma empresa?

Pode-se entender como a estrutura de capital de uma empresa a combinação dos recursos disponíveis e em circulação no empreendimento, que pode ser de origem do capital próprio ou de terceiros. Dessa forma, a estrutura de capital está descrita no BP — Balanço Patrimonial da empresa e transmite a sua capacidade de arcar com seus compromissos financeiros e o nível de endividamento.

Por essas características, a estrutura de capital é alvo de análises que orientam os gestores, empreendedores e investidores na tomada de decisão que envolvem o futuro do negócio. Se este é financiado em maioria por dívidas, significa que a sua estrutura financeira e operacional é agressiva, o que aumenta o risco para investidores e demais interessados.

Quer saber como fazer a análise da estrutura de capital de uma empresa? Veja o próximo tópico!

Fazendo a análise da estrutura de capital

Agora que você já sabe o que é a estrutura de capital de uma empresa, vejamos como calcular 5 índices que te ajudarão a ter um panorama financeiro e, assim, tomar a decisão mais assertiva e consciente. 

1 — Endividamento Geral

O índice de endividamento geral corresponde aos compromissos assumidos no curto e longo prazo, na razão do ativo total da empresa. Isso ajuda a visualizar o quanto a empresa tem de obrigações em relação aos seus direitos e se esta será capaz de honrá-los.

Para isso, aplique a seguinte fórmula:

Allo Consultoria - fórmula de cálculo do Endividamento Geral (Estrutura de Capital)

Quanto menor for o nível de endividamento geral, melhor será para o negócio, tendo vista que isso significa que os seus ativos estão pagos ou são adquiridos sem o uso excessivo de recursos de terceiros.

Valor de referência: menor que 1.

2 — Dependência do capital de terceiros

Depender do capital de terceiros (como bancos e investidores) nem sempre é a melhor escolha, pois, qualquer operação desse tipo envolve a incidência de juros. No entanto, não há como conduzir um negócio sem essa ocorrência, mas o indicado e tentar diminuir essa porcentagem de participação.

Para identificar o nível de dependência do capital de terceiros deve ser aplicada a fórmula abaixo:

Allo Consultoria - fórmula de cálculo da participação de capital de terceiros (Estrutura de Capital)

Valor de referência: menor que 1.

3 — Dívidas de curto e longo prazo

A atividade de crescimento de uma empresa acaba por gerar obrigações financeiras de curto e longo prazo. Embora as dívidas de longo prazo envolvam juros maiores, um excesso de passivo circulante (curto prazo) faz com que a empresa tenha que dispor dos seus ativos para quitar dívidas com menor prazo de pagamento.

Veja como calcular a proporção do passivo circulante:

Allo Consultoria - fórmula de cálculo proporção de dívidas de curto prazo (Estrutura de Capital)

Valor de referência: menor que 1.

Esse indicador deve ser utilizado em conjunto com o índice de endividamento geral, de modo que, se esse indicador apontar um número mediano, e se o endividamento geral foi baixo, significa que há um equilíbrio aceitável.

4 — Nível de endividamento em relação ao ativo imobilizado

Os ativos imobilizados das empresas são recursos que, por sua natureza, geram resultados no longo prazo. Por isso, o correto é que a sua aquisição ocorra com base na geração de dívidas de longo prazo, evitando o comprometimento da liquidez do empreendimento.

Veja como identificar o nível de endividamento com o ativo imobilizado no longo prazo:

Allo Consultoria - fórmula de cálculo do ativo imobilizado no passivo de longo prazo (Estrutura de Capital)

Assim, quanto menor for o resultado obtido, melhor será para a saúde financeira da empresa, pois, seu ativo imobilizado é com base no endividamento de longo prazo e no patrimônio líquido da empresa.

Valor de referência: menor que 1.

5 — Liquidez Geral

Em complemento à análise da estrutura de capital de uma empresa, não poderíamos deixar de abordar o índice de liquidez geral, afinal, ele representa o nível de capacidade da empresa quitar os compromissos financeiros assumidos no curto e longo prazo.

Aplique a seguinte fórmula para obter esse indicador:

Allo Consultoria - fórmula de cálculo da Liquidez Geral (Estrutura de Capital)

Na interpretação:

  • Liquidez geral maior que 1 — a empresa possui capital suficiente para arcar com todos os compromissos assumidos;
  • Liquidez geral igual a 1 — o ativo e o passivo se equiparam, ou seja, a empresa está no ponto de equilíbrio;
  • Liquidez geral menor que 1 — no dado momento a empresa não tem capital financeiro disponível para quitar as obrigações assumidas.

Entender o que abordamos neste artigo é fundamental para o correto planejamento de expansão e investimento, afinal, cada um dos indicadores citados aqui atua em conjunto para a análise da empresa no que diz respeito a sua estrutura de capital e saúde financeira do empreendimento.

Precisa de ajuda para analisar a estrutura de capital da sua empresa ou negócio que deseja investir? A Allo Consultoria Empresarial tem especialistas na área de gestão financeira que podem te auxiliar nesse processo! Entre em contato conosco agora mesmo para conhecer mais dos nossos serviços e saiba como podemos otimizar o seu empreendimento.

Rafael Lima

Autor Rafael Lima

Administrador, atuação com foco em gestão, planejamento e finanças — CRA-RJ 20-88222. Fascinado pelo mundo empresarial, finanças e economia. Redator e produtor de conteúdo web da Allo Consultoria Empresarial.

Mais artigos de Rafael Lima

Deixe o seu comentário