Allo Consultoria - Economia criativa

Ao pensar em economia, empreendedorismo e as novas formas de desenvolvimento que rompem a visão tradicionalista, um tema se torna inevitável: economia criativa. Muito provável que você já tenha ouvido falar desse termo em reportagens, ou até mesmo nas reuniões de trabalho. Mas será que você detém todo o conhecimento necessário para transformar o ambiente que está ao seu redor?

Fique tranquilo caso tenha alguma dúvida ou não domine o assunto, afinal, o propósito da Allo Consultoria Empresarial é levar conhecimento e diversificar experiências. Então, continue a leitura deste artigo e descubra mais sobre economia criativa, um tema que sempre será atual e de grande relevância para toda a sociedade!

Aproveite também para ler outros artigos da nossa seção de empreendedorismo e gestão de negócios.

Imagem de capa: Business photo criada por jannoon028 – www.freepik.com

O que é economia criativa?

Começaremos a nossa jornada com a definição clara e objetiva do que vem a ser economia criativa, afinal, isso vai embasar todo o entendimento sobre o tema e elementos complementares.

Por sua denominação é possível ter uma ideia dessa metodologia, onde seu foco é trazer os conceitos criativos e de capital intelectual ao ecossistema econômico de uma empresa ou país.

Nesse sentido, a economia como ciência traz a sua análise de dados e como eles se relacionam entre si, além de se preocupar com a produção, distribuição e consumo de bens e serviço, porém, com o aprimoramento que o incentivo criativo tem de transformar algo que já existe.

De acordo com a OCDE, no documento Fulfilling the Potential for Cultural and Creative Industries (CCIs) a cultura está ligada a geração de empregos, exportações e receitas, sendo um componente essencial da qualidade de vida, e uma “alavanca de criatividade” para novos bens e serviços. Além disso, ajuda a unir comunidades e fornecer capacitação, autossuficiência e integração entre emprego e atividades produtivas.

Áreas da economia criativa que estão em destaque

É praticamente impossível falar do ano de 2020 e não pensar no quanto a economia criativa se fez presente e fundamental nesse período. Áreas como: gastronomia, arquitetura e decoração, cuidados com a saúde, entretenimento, tecnologia e várias outras, ganharam um novo status como atividades econômicas, de modo que, houve a necessidade de se reinventarem e desenvolverem novas formas de levarem seus produtos e serviços aos consumidores.

O marketing ganhou destaque na economia criativa, afinal, não é possível falar em um jeito novo de fazer as coisas sem entender e utilizar as suas métricas. Isso vale também para a tecnologia, que ajuda a impulsionar negócios e a simplificar tarefas.

Áreas que antes eram vistas como tradicionais como, por exemplo, o cinema e o teatro, tem passado pelos processos da economia criativa que, por necessidade e evolução, incorpora a inovação e uma nova maneira de levar a arte ao seu público.

Aplicando a economia criativa

Ser um profissional da economia criativa é ter em seus valores de trabalho as ideias e o conhecimento baseados em produções intelectuais. Além disso, a economia criativa tem como uma das suas características o investimento inicial mais baixo do que os negócios tradicionais.

Mas é fato que, não poderá ficar estagnado e deixar que as coisas fluam por si só se deseja se manter nesse mercado. É preciso empenho e muita dedicação. Por isso, é fundamental incorporar à cultura do seu negócio as seguintes estratégias:

  • Capacitação profissional continuada;
  • Escolha um mercado em que é possível inovar e transformar o jeito de fazer as coisas;
  • Tenha o acompanhamento de uma mentoria;
  • Troque experiências com outros players do mercado;
  • Pense nas suas dores (situação problema) e crie soluções criativas;
  • Entenda os movimentos do mercado e os impactos que o seu negócio exerce sobre a sociedade.

De fato, a economia criativa é algo que tem gerado tendência em movimentar o mundo. Assim, deixamos uma frase para a sua reflexão:

“Não sabia que era impossível, foi lá e fez” — Jean Cocteau

Pronto para transformar o seu negócio e impactar a sociedade com a adoção da economia criativa? Agora que você já conhece o seu conceito e as bases de aplicação, que tal começar a dar o primeiro passo? Não se esqueça de contar com a Allo Consultoria Empresarial nessa jornada! Nosso time de especialistas está sempre pronto para te ajudar. Entre em contato conosco agora mesmo ou fale com a gente pelo nosso WhatsApp.

Aponte a câmera do seu celular para o QR Code e seja direcionado para o nosso WhatsApp
Rafael Lima

Autor Rafael Lima

Administrador, atuação com foco em gestão, planejamento e finanças — CRA-RJ 20-88222. Fascinado pelo mundo empresarial, finanças e economia. Redator e produtor de conteúdo web da Allo Consultoria Empresarial.

Mais artigos de Rafael Lima

Deixe o seu comentário