Allo Consultoria - Startups - incubadoras e aceleradoras

Falar de startups é algo que requer a mente aberta, afinal, “o céu é o limite” quando abordamos os temas relacionados a esse segmento empresarial. No entanto, todo esse potencial vem em fases diferentes, onde cada uma delas demanda uma determinada abordagem. Aqui, estamos falando das aceleradoras e incubadoras.

Esses nomes por si só já podem dar uma breve ideia do seu papel para as startups, mas, nós da Allo Consultoria Empresarial temos o compromisso de levar conhecimento profundo e especializado. Por isso, preparamos este artigo em que te explicaremos os conceitos de incubadoras e aceleradoras em detalhes.

Imagem de capa: jcomp – www.freepik.com

O cenário das startups no Brasil

Embora que o Brasil ainda esteja atrás de países como os Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha, o governo vem se mobilizando com estratégias de fomento das startups em nosso território.

No dia 20 de outubro de 2020 foi entregue ao Congresso Nacional o Marco Legal das Startups, onde são propostos alguns pontos fundamentais para o desenvolvimento desse setor, tais como:

  • Simplificação para criação de empresas inovadoras;
  • Estímulo do investimento em inovação;
  • Promoção de P&D inovativo;
  • Facilitação para que o Estado contrate soluções inovadoras;
  • Regulamentação das regras de ambiente experimental.

Embora o Brasil apresente um ambiente desafiador, algumas startups vêm ganhando notoriedade como, por exemplo: a Quinto Andar, que tem recriado o conceito de imobiliária e o jeito de morar bem; e a Stone, com uma forma diferente e inovadora em serviços financeiros.

Conceito de incubadoras

Partindo para os conceitos que envolvem o mundo das startups, começaremos falando sobre as incubadoras, afinal, ela representa a fase inicial de quase todo empreendimento que está na fase de maturação. Mesmo que as startups tenham no seu DNA a inovação, talvez lhe falte a estruturação de como colocar as ideias em prática.

Sendo assim, vejamos alguns pontos que fazem as startups procurarem o apoio de uma incubadora:

  • Necessidade de conhecer o mercado local e a demanda pelos produtos e serviços que a startup pretende comercializar, afinal, não basta ter um ótimo produto, mas, acima de tudo, deve haver o público que tenha necessidades e vontade de adquiri-los;
  • Demanda de um plano de negócios estruturado que viabilize o apoio governamental, além de despertar o interesse de investidores;
  • Necessidade do acompanhamento em uma abordagem consultiva mais tradicional de estruturação de negócios e metodologias mais sólidas;
  • Ingresso em programas de incentivo;
  • Precisam ser lideradas por gestores com experiência, o que facilita a mediação entre o poder público, instituições de pesquisas e empresas parcerias.

Pelas necessidades e demandas citadas acima fica claro que as atividades de uma incubadora é um processo transitório inicial, onde uma das suas maiores missões é estruturar e posicionar a startup no mercado.

Conceito de aceleradoras

Após a estruturação e posicionamento no mercado com o apoio de uma incubadora, o próximo passo de toda startup é ir em busca de conquistas cada vez maiores e tornar o seu negócio exponencial. Para isso, entra em cena as aceleradoras.

Vejamos algumas características das aceleradoras e como elas impactam as startups:

  • Tem o foco em startups com potencial de crescimento acelerado e escalonável;
  • Estão em busca de boas ideias,
  • As aceleradas são geridas por empreendedores e/ou investidores experientes, ajudando a startup não apenas com o capital financeiro, mas com toda a sua expertise;
  • Ajudam a formar novas redes de contatos (networking), parcerias de negócios e desenvolvem processos de mentoria para que a startup acelerada possa conquistar novos mercados em curto espaço de tempo.
Allo Consultoria - crescimento empresarial

A partir do entendimento da definição de incubadoras e aceleradoras, talvez você esteja se perguntando: qual é a melhor opção? Se a sua startup está em busca de invocação radical e disruptiva, modelo de negócios com forte poder de crescimento, então, a melhor escolha será ir em busca de uma aceleradora.

Agora, se a sua startup está em fase inicial e de estruturação, certamente, buscar o apoio de uma incubadora será a melhor opção, afinal, esse acompanhamento será fundamental nos primeiros passos e na criação de uma proposta de valor para que a empresa alcance o seu público-alvo com maior assertividade.

Lembre-se que você não está sozinho quando decide criar uma startup. Por isso, selecionamos alguns links úteis que trazem informações e apoio que precisa nas mais diversas etapas do empreendimento:

Pronto para se lançar no mundo das startups? Não se esqueça de contar com a Allo Consultoria Empresarial nessa jornada! Somos especialistas na estruturação de negócios e orientação de carreira. Entre em contato conosco agora mesmo e descubra como podemos te ajudar!

Rafael Lima

Autor Rafael Lima

Administrador, atuação com foco em gestão, planejamento e finanças — CRA-RJ 20-88222. Fascinado pelo mundo empresarial, finanças e economia. Redator e produtor de conteúdo web da Allo Consultoria Empresarial.

Mais artigos de Rafael Lima

Deixe o seu comentário