Allo Consultoria - análise de viabilidade econômica de projetos

Toda empresa busca o seu crescimento, a satisfação dos seus clientes e a conquista de uma parcela maior do mercado em que atua. Para que esses objetivos sejam atingidos é necessário estabelecer estratégias e implementar atividades estruturadas. Todo esse processo é regido por projetos, ou seja, um esforço temporário que será responsável por um resultado único e que, além disso, possui recursos delimitados.

Não basta apenas elaborar os projetos, é necessário realizar a análise de viabilidade econômica, afinal, sem essa etapa a empresa pode assumir riscos e consequências de proporções inimagináveis. A Allo Consultoria Empresarial é especialista no desenvolvimento de negócios, por isso, não poderíamos deixar de disponibilizar orientações que servirão como um guia prático de como proceder à análise de viabilidade econômica dos seus projetos. Vale ressaltar que este conteúdo é aplicável a todo segmento empresarial, além de abranger desde o Microempreendedor Individual até as empresas de médio e grande porte.

Imagem de capa: cookie_studio / Freepik

Projeção dos gastos

Todo projeto envolve gastos, ou seja, desembolsos financeiros que correspondem aos custos, despesas e investimentos. Nesse sentido, a análise de viabilidade econômica de projetos começa com a estimativa dos gastos e como eles se relacionam com a geração de receitas. Assim, para que se tenha justificativa da viabilidade de um gasto, este deve ser responsável pela geração de receita, o que vai gerar um equilíbrio financeiro durante a implantação e desenvolvimento do projeto.

Esteja atento aos incrementos — nem sempre o investimento previsto para o projeto é suficiente para a sua conclusão, o que gera a necessidade de novos gastos e remodelagens financeiras.

Allo Consultoria - projeção de gastos

Projeção das receitas

Tão importante quanto estimar os gastos, projetar as receitas é determinante para o sucesso de todo projeto, sempre na busca de alcançar o ponto de equilíbrio. Para que haja justificativas para a realização de um projeto, a estimativa das receitas ao longo do tempo deve ser superior ao valor desembolsado.

A análise de viabilidade econômica de projetos deve ser imparcial, sem abertura de precedentes de exceções que possam levar a prejuízos financeiros. Se a projeção das receitas for inferior e insuficiente, este é o primeiro fator negativo da viabilidade econômica da implantação e realização do projeto.

Allo Consultoria - projeção de receitas

Projeção do Fluxo de Caixa

As entradas e saídas de capital financeiro no caixa da empresa ocorre de forma dinâmica e sequencial ao longo dos dias. A isto damos o nome de Fluxo de Caixa. Não é suficiente analisar se as receitas cobrem os gastos, é necessário verificar o Fluxo de Caixa projetado, dia a dia, no objetivo de observar se há recursos financeiros suficientes e, se necessário, adotar medidas corretivas. Jamais deixe de utilizar essa ferramenta na análise de viabilidade econômica de projetos, o que vai garantir liquidez financeira e reservas caso ocorra algum imprevisto.

Allo Consultoria - Fluxo de Caixa

Monitore os indicadores financeiros e de desempenho

Na análise de viabilidade econômica de projetos é indispensável o monitoramento dos indicadores financeiros e de desempenho, onde estes serão como um dos principais instrumentos de orientação. A atualização e análise desses indicadores deve ser realizada antes, durante e depois da execução do projeto, permitindo ter um panorama completo do cenário apresentado. Vejamos a seguir os principais indicadores para a análise de viabilidade econômica de projetos.

Taxa Mínima de Atratividade — TMA

A Taxa Mínima de Atratividade — TMA deve ser o início da análise dos indicadores, onde esta taxa exprime o retorno mínimo que é esperado de um investimento. A TMA possui várias referências, porém, a mais utilizada é a Taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) que é a taxa básica da economia brasileira e diretamente ligada aos meios de captação e retorno financeiro.

A TMA leva em consideração três aspectos:

  • Custo de oportunidade — retorno mínimo esperado caso o capital seja investido no mercado financeiro em um produto de baixo risco;
  • Risco de negócio — percentual de risco de perda de capital na execução do projeto;
  • Prêmio pela liquidez — considera a perda da disponibilidade imediata dos recursos financeiros.

Por exemplo, se o seu projeto apresenta os seguintes indicadores relacionados a TMA:

  • Custo de oportunidade = 2,15% a.a.;
  • Risco de negócio = 5% a.a.;
  • Prêmio pela liquidez = 7% a.a.

O total será 14,15% a.a., ou seja, o projeto deve ser capaz de gerar retornos superiores ao valor da TMA.

Payback

O Payback é um ótimo indicador que demonstra em quanto tempo o projeto irá proporcionar o retorno do capital investido. Esse indicador pode ser simples ou descontado, onde este último considera o valor do dinheiro no tempo, com base na TMA.

Vejamos um exemplo de Payback:

AnoInvestimentoRetornoSaldo a recuperar
 R$750.000,00  
1 R$250.000,00R$500.000,00
2 R$300.000,00R$200.000,00
3R$200.000,00R$0
4 R$150.000,00 

Nesse caso, a empresa precisou de 3 anos para recuperar o capital investido e no 4º ano obteve um lucro de R$150.000,00.

Valor Presente Líquido — VPL

Este indicador é utilizado para analisar os Fluxos de Caixa esperados pela implantação do projeto, trazendo os valores para o presente, descontando a Taxa Mínima de Atratividade (TMA). Se o resultado for positivo, a realização do projeto é recomendada (levando também em consideração os demais fatores); se o resultado for negativo, há fortes indícios de que o projeto pode gerar prejuízos.

A fórmula do VPL é a seguinte:

Allo Consultoria - fórmula VPL

Onde:

  • FC0 — Fluxo de Caixa no período zero, ou seja, o investimento. Por isso, esse valor é inserido na fórmula como um débito (-);
  • FCn — Fluxo de Caixa em determinado momento, ou seja, a variação de tempo. Geralmente é expresso em meses, mas pode ser aplicada outra temporalidade;
  • TMA — Taxa Mínima de Atratividade.

Vejamos um exemplo:

Uma empresa planeja adquirir um novo equipamento para a sua área de produção no valor de R$250 mil e espera gerar receitas anuais de R$100 mil nos próximos 5 anos. Além disso, o projeto tem uma TMA de 14%. Vejamos a aplicação da fórmula:

Allo Consultoria - aplicação da VPL

Se considerasse somente os valores reais, teríamos R$500 mil de Fluxo de Caixa que, subtraindo o investimento de R$200 mil, teríamos um lucro de R$300 mil. No entanto, na análise financeira esse não é o melhor caminho, afinal, o dinheiro perde o seu poder de compra ao longo do tempo por conta dos efeitos econômicos (como inflação, risco de crédito, depreciação, etc.). Por isso o uso da VPL é fundamental, onde essa metodologia traz para o presente o valor do dinheiro no futuro, ou seja, desconta os efeitos econômicos que citamos.

Você também pode realizar o cálculo da VPL utilizando uma calculadora financeira ou uma Planilha Eletrônica. Vejamos abaixo esse mesmo cálculo utilizando o MS Excel:

Fórmula do MS Excel: =VPL(Taxa;Valores)+Investimento

Allo Consultoria - VPL no Excel

Taxa Interna de Retorno — TIR

A TIR indica a rentabilidade do projeto em percentual, seguindo a mesma unidade de medida de tempo do Fluxo de Caixa, o que a torna um indicador com característica relativa. A Taxa Interna de Retorno (TIR) apresenta três possíveis cenários. Vejamos a segui:

  • TIR maior que a TMA – indica a viabilidade econômica do projeto como positiva. Assim, o projeto é capaz de cobrir o capital investido e ainda vai gerar lucro;
  • TIR igual a TMA – o projeto tem a capacidade de pagar os investimentos, porém, não vai gerar lucro;
  • TIR menor que a TMA – este cenário não é propício para a realização do projeto, tendo em vista que ele não cobrirá os investimentos e ainda vai gerar prejuízo.

O cálculo da TIR é complexo, onde envolve muitos valores exponenciais, o que complica com grandes Fluxos de Caixa. Mas você pode utilizar uma calculadora financeira, ou uma Planilha Eletrônica. Vejamos um exemplo do cálculo da TIR usando o MS Excel:

Uma empresa pretende comprar um caminhão por R$200 mil (investimento) para expandir sua cobertura de logística. Com esse novo equipamento espera gerar receitais anuais (Fluxo de Caixa) de R$50 mil nos próximos 5 anos. Vejamos como calcular a TIR desse projeto:

Fórmula do MS Excel: =TIR(Valores)

Allo Consultoria - TIR no Excel

Nesse caso a TIR do projeto é de 8%. A partir daí é só compará-la com a TMA de acordo com os critérios acima para verificar se a realização do projeto é viável, ou não.

Ressaltamos que os indicadores citados nesse artigo não devem ser utilizados de forma isolada e individual, tendo em vista que o conjunto de dados e informações é a base para a análise se viabilidade econômica de projetos, abrangendo todos os cenários possíveis.

Conte com a Allo Consultoria Empresarial para te ajudar na análise dos projetos da sua empresa e a fazer melhor uso do capital financeiro! Solicite já o seu orçamento e veja como a sua empresa pode ser mais lucrativa! Aproveite para nos seguir no Instagram, LinkedIn e Facebook para estar sempre informado sobre as nossas novidades!

Rafael Lima

Autor Rafael Lima

Administrador, atuação com foco em gestão, planejamento e finanças — CRA-RJ 20-88222. Fascinado pelo mundo empresarial, finanças e economia. Redator e produtor de conteúdo web da Allo Consultoria Empresarial.

Mais artigos de Rafael Lima

Deixe o seu comentário